TRH - TERAPIA DE REPOSIÇÃO HORMONAL É BOM

CRESCER MAIS

25 de outubro de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: TABU - MAS ALÉM DE VERDADEIRO, MUITO FREQUENTE, DIABETES MELLITUS TIPO 2, DEPRESSÃO E SÍNDROME DO PÂNICO, UM PROBLEMA QUE PARECE SER BIDIRECIONAL.

DIABETES MELLITUS TIPO 2, DEPRESSÃO E SÍNDROME DO PÂNICO, UM PROBLEMA QUE PARECE SER BIDIRECIONAL.

Infelizmente as doenças metabólicas têm uma estreita relação com os problemas de ordem neuropsicogenicos. A relação entre diabetes e depressão parece ser bidirecional, ou seja, andam numa via de mão dupla, sugerindo que o diabetes mellitus tipo 2 aumenta o risco de desenvolvimento da depressão e síndrome do pânico e vice-versa, de acordo com observações recentes. Mulheres com depressão têm 17% mais probabilidade de desenvolver diabetes mellitus tipo 2 e as que tomam anti depressivos têm 25% mais riscos de desenvolver diabetes mellitus em comparação com as que não têm depressão ou síndrome do pânico. Depois do controle de outros fatores de risco para transtornos do humor, mulheres com diabetes mellitus tipo 2 apresentaram 29% maior risco de desenvolver depressão e síndrome do pânico.
Mulheres que faziam uso de insulina para diabetes mellitus tipo 2 tinham um grau de risco bastante aumentado de desenvolver depressão e síndrome do pânico, cerca de 53% maiores que as mulheres que não tinham diabetes mellitus tipo 2.Estas observações foram independentes de qualquer fator sócio-econômico, demográfico, dietético e estilo de vida.O fator bidirecional, via de mão dupla, do diabetes mellitus tipo 2 e da depressão e síndrome do pânico, ficaram bem claros com estas observações. Estas avaliações só vêm confirmar as opiniões de vários cientistas, de que não é possível as doenças terem fatores únicos e isolados, mas que em sua maioria têm fatores multidirecionais e serem multidisciplinares, e fazendo com que doenças que pareciam de mais fáceis administrações cada vez se tornam mais complexas e inter-relacionadas, assim como sua terapêutica. 


AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologista – Neuroendocrinologia
CRM. 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM. 28930

Como Saber Mais:
1.Mulher na menopausa está mais propensa a desenvolver diabetes mellitus tipo2 ...
http://climateriocontrolado.blogspot.com/

2.A mulher obesa pode desencadear mais facilmente o diabetes, com isto ela fica mais suscetível a desenvolver depressão e a síndrome metabólica...
http://climateriocontrolado.blogspot.com/

3.A Síndrome Metabólica traz graves conseqüências,está acompanhada frequentemente de diabetes tipo 2 ...
http://controlandomenopausaeclimaterio.blogspot.com/

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.



Referências Bibliográficas:
· Archives of Internal Medicine
. National Institutes of Health and the National Alliance for Research on Schizophrenia and Depression.
· Medscape Medical News - November 23, 2010.

Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brasil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

23 de outubro de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: SOBREPESO E OBESIDADE NOS JOVENS E ADOLESCENTES.

EM UMA PROGRESSÃO ALARMANTE, AS PESQUISAS E AS PROJEÇÕES NOS TRANSMITEM DE FORMA CLARA QUE NÃO PASSARÁ 20 ANOS PARA TERMOS UMA GLOBESIDADE ACIMA DE 80 % NO MUNDO OCIDENTAL E LAMENTAVELMENTE ORIENTAL TAMBÉM. SE ACHARMOS QUE A OBESIDADE GRAÇA DE FORMA AVASSALADORA APENAS NOS ESTADOS UNIDOS, MÉXICO, BRASIL, ESTAMOS ABSOLUTAMENTE EQUIVOCADOS, A CHINA ATÉ NESSA ÁREA DESASTROSA JÁ ESTA SUPERANDO OS USA, E É CLARO, TODA A UNIÃO EUROPÉIA.

Não estamos nem considerando mais a Mauritânia que por questões culturais acham que o “LEBLOUH OU GAVAGE”, ato de estimular a mulher se tornar obesa desde a fase de criança, infantil ou juvenil e adolescente, é sinônimo de status, riqueza, orgulho familiar, fertilidade e outros tabus. Hoje o México é considerado o maior país em pessoas por habitantes, que apresentam proporcionalmente pessoas com sobrepeso, obesos, obesidade visceral, intra - abdominal, ou central; mas a China está seguindo nesta última década par e passo esse desastre de acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, logo em seguida vem os Estados Unidos com 2/3 da população com este mal progressivo. O Brasil já está com 50 % da população em condições semelhantes. Temos que tomar uma atitude agressiva e urgente; ou os “fast-food”, refrigerantes e doces e comidas engordativas acabam conosco, ou as autoridades terão que tomar uma atitude agressiva, assim como acham que tomam com relação às drogas, já.
Será que queremos o Q.I. de nossos filhos abaixo dos de nossa geração podendo progredir para melhor esses índices. Talvez sejamos a 1ª geração que viveremos mais que nossos filhos em se considerando suas qualidades de vida abaixo da crítica. O caos praticamente é irreversível, a progressão maléfica não será pura e simplesmente revertida se não agirmos com presteza. Estamos fiscalizando as cantinas de nossas escolas em qualquer nível; as autoridades agem com o mesmo rigor que usam em bebidas alcoólicas, cigarros e outras drogas.
Não podemos mais ficar passivos e silenciosos observando um desastre inquestionavelmente anunciado. Obesidade, sobrepeso não é mais uma questão de saúde individual, onde compromete apenas pessoas pontuais ou que acham que tem o direito de privacidade; é uma doença grave, um problema de saúde pública que irá custar muito dinheiro para o povo que somos nós, portanto seu direito termina quando o nosso começa, e esse fator não é inesgotável.



AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologista – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V.Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. Não estamos nem considerando mais a Mauritânia que por questões culturais acham que o “LEBLOUH OU GAVAGE”, ato de estimular a mulher se tornar obesa desde a fase de criança, infantil ou juvenil e adolescente, é sinônimo de estatus, riqueza, orgulho familiar, fertilidade e outros tabus.
http://emagrecer2.wordpress.com

2. Esta avaliação tem como foco a análise do impacto de intervenções destinadas a reduzir o tempo que as crianças assistem à televisão sobre a redução do índice de massa corporal... como saber mais
http://abdominalobesidade.wordpress.com

3. Devido à prevalência da obesidade na infância, e as complicações em longo prazo associados com a obesidade ao longo da vida... como saber mais
http://obesolow.wordpress.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.



Referências Bibliográficas:
Prof. Dr. João Santos Caio Jr, Endocrinologista,Neuroendocrinologista, Dra. Henriqueta Verlangieri Caio, Endocrinologista, Medicina Interna-Van Der Häägen Brazil – São Paulo –Brasil,Rita Wahi, MD, FRCPC, do Departamento de Pediatria, Universidade McMaster, em Hamilton , Ontario, Canadá, e colegas; Arch Pediátrica Adolesc Med . Publicado em julho 4, 2011.

Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

22 de outubro de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: TABU – GLOBESIDADE, DENOMINAÇÃO USADA PARA IDENTIFICAR PESSOAS OBESAS PELA OMS – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE.

ESTIMA-SE QUE UM QUINTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL ESTEJA COM EXCESSO DE PESO. ENTRE ESSES, HÁ 300 MILHÕES QUE SÃO CONSIDERADOS OBESOS. PIOR: ESSES NÚMEROS TÊM AUMENTADO NAS ÚLTIMAS DÉCADAS. ESSAS INFORMAÇÕES ABRIRAM A PALESTRA “ATUALIZAÇÃO DA EPIDEMIA GLOBAL DE OBESIDADE”, PROFERIDA PELA PROFESSORA MARY SCHMIDL, DO DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO E CIÊNCIA DOS ALIMENTOS DA UNIVERSIDADE DE MINNESOTA, NOS ESTADOS UNIDOS. A APRESENTAÇÃO FEZ PARTE DA PROGRAMAÇÃO DO 8º SIMPÓSIO LATINO-AMERICANO DE CIÊNCIAS DE ALIMENTOS, REALIZADO NO MÊS PASSADO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. A PESQUISADORA LEVANTOU EVENTUAIS MOTIVOS PARA EXPLICAR O CRESCIMENTO DA EPIDEMIA EM TODO O MUNDO E QUEM SERIAM OS RESPONSÁVEIS. “INICIALMENTE CONSIDERADA UM MAL DE PAÍSES DESENVOLVIDOS, HOJE A OBESIDADE TEM SIDO ENCONTRADA TAMBÉM NAS NAÇÕES EM DESENVOLVIMENTO, PARADOXALMENTE AO LADO DA SUBNUTRIÇÃO”. “É UMA DOENÇA QUE ESTÁ EM TODAS AS FAIXAS ETÁRIAS, GRUPOS ÉTICOS E CLASSES SOCIAIS. ELA TAMBÉM ATINGE TANTO HOMENS COMO MULHERES. ESSA ESPÉCIE DE ONIPRESENÇA MOTIVOU A CRIAÇÃO DO TERMO ‘GLOBESIDADE’ (GLOBESITY, EM INGLÊS)”.
Nossas grandes preocupações como endocrinologistas, neuroendocrinologias, é a avassaladora epidemia que vem ocorrendo em todo o mundo relacionada com o aumento de peso, sobrepeso, obesidade, obesidade visceral, intra – abdominal ou central principalmente com crianças, infanto – juvenil, adolescentes e finalmente com adultos.É claro que nós profissionais podemos fazer muito para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, mas de nada adiantará se elas mesmas não se conscientizarem de que as progressões desta epidemia agressiva terão consequências evolutivas desastrosas sobre seus organismos, e que não são só estéticos, que as constrangeram de forma significativa.
Dificultaram seus relacionamentos sociais, segregando de eventuais comunidades que poderiam fazer parte de seus conjuntos sociais; é claro que esses fatores são de suma importância e que poderão levar a constrangimentos irreversíveis. Mas existem outros fatores de extrema gravidade que comprometem suas vidas, não só encurtando seu tempo de vida significativamente, mas promovendo um sofrimento brutal que poderão chegar a extremos intensos da validade de se estar vivos. Entre esses comprometimentos a mulher leva uma grande desvantagem na ordem de 15 a 25 % de acumulo de gordura em mesmas condições que o homem em se considerando seus biótipos.
Sejam eles por aumento de peso, sobrepeso, obesidade, obesidade visceral, intra – abdominal ou central, desencadeando hipertensão arterial, diabetes mellitus tipo 2, dislipidemias, ou seja comprometimento de colesterol total, desbalanceamento do Bom colesterol HDL, LDL colesterol mal colesterol, triglicérides, Mgmin ultra mal colesterol muito frequente em diabéticos, doenças cardiovasculares, e infelizmente como encontrada em pesquisas recentes, defasagens de idade mental e cronologia, que é um desastre que se desconfiava no meio cientifico e cada vez fica mais claro na pratica. Faça alguma coisa por você mesmo.


AUTORES 
Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia – Neuroendocrinologia
CRM 20611 

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologia – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. Embora os dados recentes sugiram um nivelamento da obesidade, 1 em cada 6 adolescentes é obeso, esta desproporção tem aumentado de forma significativa....
http://queroemagrecer.blogspot.com

2. O sobrepeso e obesidade na infância, mais que duplica o risco de morrer antes dos 55 anos...
http://obesidadecontrolada3.blogspot.com

3. Em obesos adultos, pode o comprometimento cardíaco e devemos compreender que tudo pode ter começado quando criança...
http://obesidadeinfantojuvenil2.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.



Referências Bibliográficas:
Professora Mary Schmidl, do Departamento de Nutrição e Ciência dos Alimentos da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos. A apresentação fez parte da programação do 8º Simpósio Latino-Americano de Ciências de Alimentos – 2011, LOUISE CHANG. MD, WILLIAM C. KNOWLER, MD, DRPH - CHEFE DE EPIDEMIOLOGIA DO DIABETES E SEÇÃO DE PESQUISA CLÍNICA DO INSTITUTO NACIONAL DE DIABETE E DOENÇAS DIGESTIVAS E DO RIM.
NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE.

Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

Seguir no Google Buzz


3 de outubro de 2011

ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: EDEMA APESAR DE SER COMUM EM PACIENTES COM EXCESSO DE PESO,

SOBREPESO, OBESIDADE, OBESIDADE INTRA- ABDOMINAL, OBESIDADE VISCERAL OU OBESIDADE CENTRAL.

EDEMAS PODE APARECER EM CIRURGIAS BARIÁTRICAS, LIPOASPIRAÇÃO, DERMOLIPECTOMIAS, OBESIDADE MÓRBIDA COM MUITO TEMPO DE FALTA DE MOBILIDADE, GERALMENTE É MUITO GRAVE PODENDO EVOLUIR PARA FORMAÇÕES DE NEO-TUMORES PRINCIPALMENTE EM MEMBROS INFERIORES.

Edema é um achado comum em pacientes com excesso de peso, sobrepeso, obesidade, obesidade intra-abdominal, obesidade visceral, ou obesidade central, e suas causas nem sempre são claras. As possíveis causas incluem comprometimento respiratório, cardíaco e / ou função renal, insuficiência venosa crônica e problemas linfáticos. Linfocintilografia (Avaliar se diferentes parâmetros de análise da linfocintilografia permitem a distinção entre membros com e sem linfedema (Linfedema é uma tumefação de algum órgão do corpo, decorrente da perturbação ou obstrução na circulação linfática. Consiste em um acúmulo do fluido linfático no tecido intersticial, o que causa edema, mais frequente em braços e pernas, quando os vasos linfáticos estão prejudicados. Rico em proteínas acumuladas na região afetada, pode causar redução na disponibilidade de oxigênio e fornecer um meio de cultura bacteriana, resultando em linfagite.
Geralmente é indolor com uma sensação crônica de peso na extremidade afetada), em pacientes com quadro clínico de edema unilateral, A cintilografia (sinônimos: cintigrafia, gamagrafia, cintilograma ou cintigrama), é um método de diagnóstico por imagem da Medicina Nuclear), é o melhor método para detectar anormalidades estruturais linfáticas que podem causar linfedema. Analisamos 49 indivíduos do sexo feminino com edema colocando que haviam sido submetidos a linfocintilografia, divididos em três grupos. O primeiro grupo foi composto por pacientes com obesidade grave e os que apresentavam edema cardiorrespiratório haviam sido excluídos. O segundo grupo consistiu de pacientes não-obesos com causas reconhecidas de edema, e o terceiro grupo foi não-obesos com edema "idiopático"( Idiopático é um adjetivo usado primeiramente na medicina significando surgido espontaneamente ou de causa obscura ou desconhecida).
A classificação padrão foi usado para interpretar os resultados da linfocintilografia. A frequência e gravidade das anormalidades linfocintilográficas foi maior em pacientes com diagnóstico clínico de edema relacionadas com "causas reconhecidas" (qualquer anormalidade em 50% das pernas com obstrução em 22%). Pacientes com excesso de peso, sobrepeso, obesidade, obesidade intra-abdominal, obesidade visceral, ou obesidade central, e aqueles com edema idiopático tinham menos (P = 0,02 para ambos) e mais leves anormalidades linfocintilográficas (qualquer anormalidade 32 e 25%, respectivamente, obstrução 5 e 3%, respectivamente), e embora o edema clínico tenha sido, invariavelmente bilateral, as anormalidades linfocintilografia eram geralmente unilateral. Em conclusão, anormalidades estruturais linfocintilográficas são incomuns com excesso de peso, sobrepeso, obesidade, obesidade intra-abdominal, obesidade visceral, ou obesidade central, e nem de perto se relacionam com o padrão clínico de edema.

AUTORES PROSPECTIVOS
Dr.João Santos Caio Jr
Endocrinologia-Neuroendocrinologia
CRM: 20611

Dra.Henriqueta V.Caio
Endocrinologia - Medicina Interna
CRM: 28930

Como Saber Mais:
1. A cintilografia (sinônimos: cintigrafia, gamagrafia, cintilograma ou cintigrama), é um método de diagnóstico por imagem da Medicina Nuclear), é o melhor método para detectar anormalidades estruturais linfático que pode causar linfedema...
http://imceobesidade.blogspot.com/

2. Edema em vasos linfáticos estão prejudicados, podendo acarretar doenças mais graves organicas...
http://hipertensaoarterial2.blogspot.com/

3. Linfedema é uma tumefação de algum órgão do corpo, decorrente da perturbação ou obstrução na circulação linfática...
http://gorduravisceral.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
 


Referências Bibliográficas:
Oedema in obesity; role of structural lymphatic abnormalities A-M Vasileiou, R Bull, D Kitou, K Alexiadou, N J Garvie and S W Coppack International Journal of Obesity - Table of Contents alert Volume 35 Issue 9 – 2011 september.

Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

Seguir no Google Buzz


29 de setembro de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA – NUTRIÇÃO: QUINZE ESTRATÉGIAS PARA REDUZIR O SAL NA DIETA E EVITAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTEMICA OU PRESSÃO ALTA

O excesso de sódio, ingrediente presente no sal de cozinha, é um fator que pode colaborar para o desenvolvimento da hipertensão arterial sistêmica ou pressão alta. Existem várias maneiras de reduzir o consumo de sal, muitas com mudanças mínimas na alimentação. Aqui estão algumas delas dicas do que pode ser feito para melhorar a sua saúde. Reduza as porções de alimentos que você está acostumado a ingerir. Assim você consegue reduzir o sal e as calorias também, o que ajuda na perda de peso. Faça o seu prato colocando primeiro a salada, incluindo frutas, vegetais e grãos integrais. Tente colocar pelo menos metade do prato estes alimentos. O organismo precisa mais de potássio do que de sódio e muitas frutas e legumes são ricos em potássio. Escolha alimentos não processados e frescos. Evite salsichas, presunto, enlatados, biscoitos industrializados, esses fatores acarretam sobrepeso, obesidade, obesidade visceral, abdominal ou central. Prefira verduras, frutas e legumes da época. Assim você pode escolher o quanto de sal irá acrescentar aos alimentos e evitar o exagero dos produtos industrializados. Prefira gorduras e óleos de origem vegetal - como o azeite extra-virgem, óleo de canola, girassol ou soja.
A maioria das pessoas não consegue detectar no paladar uma redução de 25% da quantidade de sal das preparações. Pense nisso e coloque menos sal em seus pratos. Vá reduzindo aos poucos, a menos que você experimente e ache que uma mudança maior e imediata não causa grandes dificuldades na percepção do gosto dos alimentos. Você pode aprender a saborear comidas menos salgadas. Faça mudanças graduais e consistentes na sua alimentação por um longo período de tempo ao invés de mudar tudo de uma só vez. É mais fácil adaptar-se a um processo mais lento do que a uma mudança radical. Experimente temperos novos para substituir o sal. Tempere com ervas finas, alho, cebola, cebolinha, salsa, manjericão, folhas de louro, pimenta, alecrim, curry, hortelã, caldos de frutas cítricas, vinagre, azeites temperados com ervas e vários outros sabores interessantes. A comida pode ser preparada com arte e ter um sabor mais agradável do aquele de pratos preparados com o uso exagerado do sal de cozinha. Experimente e divulgue o que aprendeu. Você vai se surpreender! Leia as etiquetas nutricionais dos alimentos. Procure aqueles com baixa porcentagem de sódio por porção.
Atente para o tamanho das porções. Mesmo produtos que não tenham “sal” propriamente dito em seus ingredientes podem ter um alto teor de sódio nas etiquetas nutricionais. Isto é muito comum em produtos industrializados, que levam a hipertensão arterial sistêmica ou pressão alta . Há outras formas de sódio usadas no preparo de alimentos processados e todas contribuem para a quantidade total de sódio que você ingere. Alguns exemplos são: glutamato de sódio, citrato de sódio, bicarbonato de sódio e alginato de sódio. Compare produtos de diferentes marcas. O mesmo produto de marcas diferentes pode variar muito o teor de sódio no seu preparo. Escolha aquele com o menor teor deste elemento e que ainda assim tenha sabor agradável. Olhe as etiquetas dos pães embalados, refrigerantes, energéticos, cereais matinais, carnes, queijos, biscoitos, é o pior amigo dos obesos. É comum achar sanduíches em lanchonetes especializadas em fast-food que contenham 2.000-2.500 miligramas de sódio por porção – mais do que a recomendação diária de ingestão de sódio em um só lanche. Evite este tipo de alimento, pois levam a hipertensão arterial sistêmica ou pressão alta. Prefira grãos integrais aos pães ou sanduíches. Como geralmente comemos uma grande quantidade de pães feitos com farinhas brancas, eles colaboram para aumentar a ingestão de sódio na nossa dieta. Mesmo pães enriquecidos com grãos integrais, apesar de serem melhor opção do que os fabricados apenas com farinhas brancas, podem ter uma quantidade considerável de sódio. Dê preferência a frutas com iogurte e granola no café da manhã, ou a uma salada com folhas, legumes, nozes, uma pequena quantidade de queijo, tomate e uma carne branca como frango ou peixe temperados com azeite de oliva extra-virgem e ervas finas no almoço e no jantar para substituir pães, arroz branco, macarrão com molho de tomate ou sanduíches. Prove antes de salgar os alimentos.
O uso do saleiro é um hábito que pode ser modificado. Muitas vezes pegamos o saleiro para usar antes mesmo de provar a comida, só porque ele está em cima da mesa. Tente tirar o saleiro da mesa e busque o sal em caso de necessidade. Isto evita salgar o alimento em dose dupla. Durante o preparo dos alimentos, procure acrescentar o sal ao final do processo de cozimento. Os alimentos soltam o seu sabor próprio durante o cozimento. Ao invés de acrescentar sal à salada, prepare em um vidro uma solução de sal diluído em um pouco de água filtrada. Use um spray para temperar suas saladas, com isto você está tomando uma ação preventiva em relação a hipertensão arterial sistêmica ou pressão alta.

AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930


Como Saber Mais:
1. Quais temperos naturais podem substituir o sal de cozinha?
http://nutricaocontrolada.blogspot.com


2. O sódio é encontrado na maioria dos alimentos industrializados, principalmente nos embutidos, tais como a lingüiça, salsicha, salame, mortadela entre outros...
http://metabolismocontrolado.blogspot.com


3. A obesidade também colabora para o desenvolvimento da hipertensão arterial...
http://hipertensaoarterial2.blogspot.com


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.



Referências Bibliográficas:
ABC.MED.BR, 2011. Quinze estratégias para reduzir o sal na dieta e evitar a hipertensão arterial.
Contato:
Fones: 55 (11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com


Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/


Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br


Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz


20 de setembro de 2011

UMA REFLEXAÇÃO COERENTE, UM PARADIGMA QUE É VALOR E "PRECONCEITOS"

QUE CADA SER HUMANO DETÊM EM SEU SUBCONSCIENTE, UMA VERDADE PROFUNDA QUE NÃO PRESTAMOS ATENÇÃO.

OBESIDADE MENTAL- ASSUNTO SÉRIO, EMBORA NÃO LIGADA À ENDOCRINOLOGIA- NEUROENDOCRINOLOGIA:UMA REFLEXÃO QUE SE NÃO SAIU DO AUTOR REFERIDO COMO FILÓSOFO DA UNIVERSIDADE DE HARVARD FAZ COM QUE PENSEMOS DE FORMA SÉRIA NO DESENROLAR DE SUAS OPINIÕES, POIS REPRESENTA O SUBSTRATO DO QUE PERCEBEMOS NA PRÁTICA, SEM REFLETIRMOS A PROFUNDIDADE.
Trata-se de um livro, atribuído ao prof. A. Oitke:
O professor Andrew Oitke, publicou o seu polêmico livro «Mental Obesity», que revolucionou os campos da educação, jornalismo e relações sociais em geral. Nessa obra, o catedrático de Antropologia em Harvard - Massachusetts. Introduziu o conceito em epígrafe para descrever o que considerava o pior problema da sociedade moderna. «Há apenas algumas décadas, a Humanidade tomou consciência dos perigos do excesso de gordura física por uma alimentação desregrada. Está na altura de se notar que os nossos abusos no campo da informação e conhecimento estão criando problemas tão ou mais sérios que esses. "
Segundo o autor, «a nossa sociedade está mais atafulhada (encher demasiadamente) de preconceitos que de proteínas, mais intoxicada de lugares-comuns que de hidratos de carbono. As pessoas viciaram-se em estereótipos, juízos apressados, pensamentos tacanhos, condenações precipitadas. Todos têm opinião sobre tudo, mas não conhecem nada. Os cozinheiros desta magna "fast-food" intelectual são os jornalistas e comentadores, os editores da informação e filósofos, os romancistas e realizadores de cinema. Os telejornais são os hamburgers do espírito, as revistas e romances são os donuts da imaginação.
O problema central está na família e na escola. «Qualquer pai responsável sabe que os seus filhos ficarão doentes se comerem apenas doces e chocolate. Não se entende, então, como é que tantos educadores aceitam que a dieta mental das crianças seja composta por desenhos animados, videojogos e telenovelas. Com uma “alimentação intelectual” tão carregada de adrenalina, romance, violência e emoção, é normal que esses jovens nunca consigam posteriormente uma vida saudável e equilibrada. ”
Um dos capítulos mais polêmicos e contundentes da obra, intitulado "Os Abutres", afirma: “O jornalista alimenta-se hoje quase exclusivamente de cadáveres de reputações, de detritos de escândalos, de restos mortais das realizações humanas. A imprensa deixou há muito de informar, para apenas seduzir, agredir e manipular.”
O texto descreve como os repórteres se desinteressam da realidade fervilhante, para se centrarem apenas no lado polêmico e chocante. “Só a parte morta e apodrecida da realidade é que chega aos jornais.”
Outros casos referidos criaram uma celeuma que perdura.
«O conhecimento das pessoas aumentou, mas é feito de banalidades. Todos sabem que Kennedy foi assassinado, mas não sabem quem foi Kennedy. Todos dizem que a Capela Sistina tem teto, mas ninguém suspeita para o que ela serve. Todos acham que Saddam é mau e Mandella é bom, mas nem desconfiam porque !!!. “Todos conhecem que Pitágoras tem um teorema, mas ignoram o que é um cateto». As conclusões do tratado, já clássico, são arrasadoras. «Não admira que, no meio da prosperidade e abundância, as grandes realizações do espírito humano estejam em decadência.
A família é contestada, a tradição esquecida, a religião abandonada, a cultura banalizou-se, o folclore entrou em queda, a arte é fútil, paradoxo ou doentia. Floresce a pornografia, o cabotinismo (exibicionismo), a imitação, a sensaboria, o egoísmo. Não se trata de uma decadência, uma «idade das trevas» ou o fim da civilização, como tantos apregoam. É só uma questão de obesidade. O homem moderno está adiposo no raciocínio, gostos e sentimentos. O mundo não precisa de reformas, desenvolvimento, progressos. Precisa sobretudo de dieta mental.
Bom, de qualquer forma que se leia, tudo faz sentido. Se a obra existe, se o professor Andrew existe (o que já foi contestado), se as publicações existem isso é outro assunto que não cabe discutir. O fato é que as proposições são sérias, verdadeiras e muito consistentes com o panorama da educação e mídia atuais.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930


AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17
Seguir no Google Buzz


15 de setembro de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA – NUTRIÇÃO: "TABU" PROPRIEDADES NUTRICIONAIS DA ÁGUA DE COCO.

UM IMPORTANTE REPOSITOR HIDRO ELETROLÍTICO, IDEAL PARA A REIDRATAÇÃO.

NUNCA SE ESQUEÇA QUE EM VERDADE SOMOS UMA EMBALAGEM IMPERMEÁVEL DE ÁGUA, O IDEAL SERIA SER EM VOLUME ADEQUADO, ENTRETANTO EXISTEM MUITOS FATORES METABÓLICOS, ORGÂNICOS E PATOLÓGICOS QUE PODEM DESEQUILIBRAR A QUANTIDADE ADEQUADA.


Algumas pessoas acham que a aguá de coco é um tabu e leva ao aumento de IMC ou sobrepeso e obesidade.O mercado do coco verde tem crescido nos últimos anos com o aumento do consumo da água de coco e o crescimento das indústrias de envasamento que vêm disponibilizando o produto vigorosamente no varejo, principalmente nos supermercados, restaurantes e lanchonetes. Em geral, os produtores vendem diretamente o produto in natura para os intermediários, os atacadistas, os varejistas ou até mesmo ao consumidor final. A água de coco pode representar um produto rival às bebidas para o esporte, devido a sua capacidade de repor eletrólitos, servindo de base para acrescentar valor aos produtos de coco, com vasto potencial comercial, por seu valor nutritivo, por ser estéril, por ser uma bebida natural contendo boa quantidade de minerais, com aroma e sabor suaves e consumidos por todas as idades. A água de coco não é um tabu, corresponde a aproximadamente 25% do peso do fruto, e sua composição básica apresenta 93% de água, 5% de açúcares, além de proteínas, vitaminas e sais minerais, sendo uma bebida leve, refrescante e pouco calórica, apresentando em média 20 calorias/100 mL. O conteúdo mineral da água de coco mostra modificações durante o processo de maturação do fruto.
O potássio é o eletrólito mais abundante durante toda a maturação, o sódio apresenta um incremento, cálcio, magnésio, cloreto, ferro e cobertos apresentam-se estáveis durante o processo de maturação e o enxofre tem um aumento lento. A água de coco não é uma fonte rica em vitaminas, mas contém ácido ascórbico (vitamina C) e vitaminas do complexo B e o conteúdo de lipídios é baixo. Os teores de proteína e gordura aumentam com a idade do fruto e se mostram dependentes da variação entre variedade e safra. A água de coco por não ser um tabu, é utilizada na cultura popular como substituto da água, e também para repor eletrólitos nos casos de desidratação.
Em uma hora de exercício físico ininterrupto, o corpo perde muita água ao transpirar. Esse suor contém pequenas quantidades de eletrólitos minerais, sobretudo sódio, mas também potássio e carboidratos (açúcares), cuja perda produz fadiga. Quase sempre se tem utilizado água para repor a perda de líquidos. Porém, desde os anos 60, os entusiastas do esporte têm outra opção, as bebidas isotônicas, que não só tem água, mas também eletrólitos e outros minerais, além de vitaminas, carboidratos polímeros complexos e aminoácidos. A ingestão de água de coco pode ser utilizada para reidratação após o exercício físico portanto não é tabu. Essa água além de reidratante apresenta algumas vantagens em relação às bebidas isotônicas, sendo suficientemente adocicada, não causa náusea, não apresenta sensação de abundância ou desordem no estômago, além de ser facilmente consumida em grande quantidade. Estudos mostram que a castanha do coco e a água de coco podem inibir o aparecimento de células cancerígenas na medula óssea.
A substância protetora pode ser em parte atribuída à presença da vitamina C em sua composição, embora mais de um princípio ativo possa estar envolvidos. Apresenta também efeitos hepatoprotetores e antioxidantes contra o stress oxidativo, além do comprovado efeito hepatoprotetor. A água de coco é uma bebida natural na qual se destacam inúmeras propriedades só não é tabu. É um bom repositor eletrolítico, e além de nutritiva apresenta sabor e odor suave a agradável. O desenvolvimento de técnicas de industrialização, que mantêm as características nutricionais e o sabor da água de coco é de grande importância para o melhor aproveitamento deste produto.



AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930




Como Saber Mais:
1. A ingestão de água de coco pode ser utilizada para reidratação após o exercício físico...
http://nutriçãocontrolada.blogspot.com

2. Suor contém pequenas quantidades de eletrólitos minerais, sobretudo sódio, mas também potássio e carboidratos (açúcares), cuja perda produz fadiga...
http://deficienciacrescimento.blogspot.com

3. A água de coco é utilizada na cultura popular como substituto da água, e também para repor eletrólitos nos casos de desidratação... 
http://crescimentocontrolado.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS E REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
Carvalho J. M.; Maia G. A.; Sousa P. H. M.; Maia G. A. Água de coco: Propriedades nutricionais, funcionais e processamento. Ciências agrárias, Londrina. v. 27, n. 3 p. 437-452, jul./ set. 2006.

Contato:
Fones: 55 (11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:

Seguir no Google Buzz